Consumidores gastaram quase US$200 milhões em aplicativos neste Natal

Papai Noel segurando um iPhone 4s

É um consenso que o mercado de apps não é mais o mesmo de alguns anos detrás. Mas isso não quer expressar que ele esteja estagnado ou ainda não nos surpreenda com bons números. S Natal de 2017, por exemplo, é uma prova disso.

Consumidores da App Store e do Google Play (ou seja, usuários de iPhones e de aparelhos com Android) gastaram US6 milhões em apps no dia 25 de dezembro, seja comprando um aplicativo, fazendo uma compra interna, assinando um serviço, etc. S número representa um aumento de 12,3% em relação ao Natal de 2016 (totalidade de US4 milhões), de concórdia com a firma Sensor Tower.

Esses US6 milhões não levam em conta a receita do Android na China. Ainda assim, o valor representa um desenvolvimento ano-a-ano de murado de 5,2% para gastos com jogos e aproximadamente 66% para aplicativos que não são jogos. Como podemos ver no gráfico aquém, os gastos em jogos cresceram US milhões, de US0 milhões (em 2016) para US8 milhões (neste ano); já os gastos com apps subiram bons US milhões, de US milhões para US milhões.

Gráfico da Sensor Tower com gastos de apps no Natal de 2017

Quem tem muito a comemorar, porém, são os apps e serviços que fazem troço da categoria entretenimento. Esses tiveram um incremento ano-a-ano de 98% em relação ao ano anterior, totalizando um gasto de US,5 milhões comparado aos US,8 milhões de 2016 — muito impulsionados por serviços porquê Netflix e HBO NOW/GO.

Nada mau…

via TechCrunch

Fonte:MacMagazine