,1-- -->

Como cobrar mais pelos seus serviços de escrita em qualquer nicho

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Receba os artigos diretamente no seu email



Eu sei uma coisa sobre você.

Se você chegou nesse artigo é porque deseja saber como cobrar mais pelos seus serviços de escrita.

E eu prometo que até o fim desse conteúdo eu vou te dar essa resposta.

Mas antes, gostaria que você respondesse com sinceridade essas perguntas:

Quanto valem suas palavras?

Quanto vale seu esforço, tempo de estudo e experiência?

Você sabe dizer?

Veja bem, não estou perguntando o quanto você cobra por seus serviços de escrita, mas sim o quanto eles valem.

Essa diferença não deveria existir, mas ela é mais comum do que você imagina.

Estou cansado de ver pessoas altamente qualificadas, escritores incríveis, criativos, cheio de habilidades, tendo que se submeter a cobrar baixo por seus serviços.

Escritores cheios de dons que não sabem como monetizá-los.

Esse é seu caso? Então continue lendo esse artigo…

O segredo para cobrar mais pelos seus serviços de escrita

O mercado nunca precisou tanto de bons escritores.

Talvez você ainda não tenha percebido a tamanha oportunidade para transformar sua habilidade de escrever em uma excelente fonte de renda.

Se você assim como eu, é apaixonado por escrever, acredite, é possível cobrar mais pelos seus serviços de escrita.

Não importa se você é um copywriter e quer viver de escrever cartas de vendas e funis para seus clientes.

Não importa se você é um jornalista fazendo uma transição de carreira para atuar como social media ou até mesmo trabalhar com jornalismo digital e quer ter uma carteira de clientes excelentes.

Não importa se você é um produtor digital introvertido que quer vender bem, porém, sem se expor muito na internet.

Ou até mesmo se você é um escritor criativo, romancista que quer escrever seus livros e levar sua mensagem para milhares de pessoas.

Em uma rápida busca pelo Linkedin você encontra várias vagas para escritores em aberto. Essas são do mês de agosto:

  • 1.202 vagas para copywriter
  • 1.441 vagas para redator
  • 79.000 vagas para social media

Em um mercado onde sobram vagas e faltam escritores, você decide o quanto cobrar pelos seus serviços, desde que saiba fornecer real valor para seus clientes e seja um escritor profissional de verdade.

Parece bom demais para ser verdade, eu sei.

Pensaria assim se não estivesse muito envolvido nos bastidores do marketing digital.

Mas a verdade é que é muito difícil encontrar excelentes redatores, copywriters e social medias nesse mercado.

Os melhores já estão todos com a agenda lotada ou decidiram focar apenas no seu próprio negócio.

Enquanto isso, muitos empreendedores estão desesperados atrás de bons freelancers ou colaboradores para ajudá-los a disseminar sua marca na internet.

O mercado está saturado sim. Mas de escritores mal qualificados e amadores.

Se você quer estar entre aqueles profissionais que cobram valores mais altos, precisa primeiro entender a diferença entre preço e valor.

Preço x Valor: o segredo para cobrar mais pelos seus serviços

Essas são as únicas 3 maneiras de vender mais:

1. Vender seus produtos para novas pessoas.

2. Seus clientes comprarem mais produtos de você.

3. Cobrar mais pelo que você vende.

Prestadores de serviço tem uma benção e uma maldição a seu favor.

A maldição é que ficam limitados a atender um certo número de clientes por mês.

No entanto, é essa escassez natural que possibilita que você cobre mais por seus serviços de escrita.

Quanto mais pessoas interessadas nos seus serviços, maior a demanda. Quanto maior a demanda, maior a oferta.

O preço do serviço é baseado não só no preço médio do mercado, mas também no valor que você pode gerar para seu cliente.

Quanto mais valor você gera, mais você vale.

Se já possui uma forte imagem, ou se não sente que está recebendo aquilo que gostaria, essa percepção de valor é possível de ser modificada.

Como gerar valor para sua escrita e cobrar mais pelos seus serviços

Raros de encontrar, escritores profissionais são cada vez mais disputados, podendo escolher clientes, empregos e quanto vão ganhar por mês.

O mercado precisa de VERDADEIROS PROFISSIONAIS, capazes não só de escrever bem, mas de contar histórias, criar textos que engajam e vendem.

E que pensam e escrevem de forma estratégica.

Esses escritores tornam-se indispensáveis para seus clientes, empregadores ou para seu próprio negócio.

Se você deseja estar entre os poucos escritores cobiçados pelos melhores clientes e assim poder cobrar mais pelos seus serviços de escrita, você terá que eliminar uma crença que atrasa a prosperidade da maior parte dos escritores.

Escritores que conseguem cobrar pouco por seus serviços acreditam que basta escrever bem para que o mundo de possibilidades se abra diante de seus olhos.

O que eles não enxergam é que a maior parte daqueles que trabalham com a escrita sabem “escrever bem”.

No entanto, pouquíssimos pensam em agregar outras habilidades tão, ou até mais importantes, que o domínio das regras gramaticais.

Essa crença...

torna impossível seu crescimento no vasto e rentável mercado da escrita, onde tantos outros ganham dinheiro escrevendo textos.

Porque eles se tornam apenas mais um na multidão de “escritores mais do mesmo.”

Enquanto o mercado está desesperado por profissionais que dominem as 5 CAMADAS da escrita:

1️⃣ Compor Textos. Escrever bem. Saber escrever corretamente.

2️⃣ Arquitetar Ideias. Criatividade. Saber diferenciar suas ideias.

3️⃣ Mapear Histórias. Storytelling. Contar histórias.

4️⃣ Atrair Audiência. Marketing. Atrair audiência.

5️⃣ Direcionar Ação. Copywriting. Vender uma ideia / produto / serviço.

Somente desenvolvendo outras habilidades um escritor conseguirá cobrar mais pelos seus textos, o que chamo do método C.A.M.A.D.A, que refinei ao longo 10 anos escrevendo profissionalmente.

Esse é um conceito que exploro a fundo no meu treinamento profissionalizante de escrita, o Escritor Milionário, reservando 5 dos 15 módulos disponíveis apenas para essa metodologia.

Para mim a virada de chave foi compreender a diferença entre escritores milionários e escritores que ganham menos de um salário mínimo.

Essa diferença está clara nas 5 camadas que poucos se preocupam em desenvolver e garantem um futuro muito mais promissor para o escritor.

Se você domina essas 5 CAMADAS, terá muito mais clientes interessados e pode cobrar mais pelos seus serviços.

O que não quer dizer que todos aqueles que chegam até você serão os melhores clientes.

No entanto, uma vez que a sua demanda é maior que sua oferta, a escolha é sua.

E se você pode escolher, deve fugir desses 6 típicos cliente-problema para evitar que eles acabem com seu lucro e a sua sanidade.

6tipos de clientes que acabam com seu lucro (e como lidar com eles)

1. Senhor Sempreduvida

Ele nunca tem certeza do que quer e muda de ideia frequentemente. Para lidar com ele, você precisa de um contrato.

Coloque tudo por escrito e da forma mais clara possível assim que for decidido para impedir que ele volte atrás com a palavra.

2. Senhora Tempocurto

Espera que o projeto seja realizado em prazos impossíveis e que pode resolver a situação mais rápido que você.

Está sempre te apressando e reduzindo o prazo.

Para lidar com esse tipo de cliente, aposte no planejamento.

Determine todos os prazos de entrega com o cliente no início do projeto, deixando claro que eles não poderão ser reduzidos.

3. Senhor Emergência

Tudo é uma emergência e ele exige ser sempre a prioridade número 1.

Para não cair na armadilha do cliente, dedique momentos específicos para cada cliente e mostre que só poderá atendê-lo nesses horários.

4. Senhor Sabetudo

Te procura com uma ideia tão específica e fechada que não abre espaço para você fazer seu trabalho.

Trabalhe com argumentações mais aprofundadas e técnicas, que mostram a sua habilidade e conhecimento na área, conquistando a confiança do cliente.

5. Senhora Discordo

Não sabe o que quer, mas tem certeza que não é aquilo que você está propondo, recusa todas as suas ideias e não dá alternativas.

Estabeleça opções para ele escolher ao invés de mostrar só uma alternativa, assim ele terá que fazer sua parte para o resultado do projeto.

6. Senhora Sotrabalho

Exige que você trabalhe em feriados, após o horário de expediente, entra em contato de madrugada.

Não reconhece que você não tem que trabalhar 24h por dia.

Deixe claros os seus horários de trabalho e silencie ligações e contatos desse cliente fora desse período.

Esses 6 tipos de cliente vão tirar seu sono e fazer seu dinheiro valer menos, portanto, você já sabe como evitá-los.

Mas… e para atrair o tipo de cliente certo?

Como atrair os clientes certos para cobrar mais pelos seus serviços de escrita

1. Crie um Portfólio

Exponha os seus melhores trabalhos já entregues.

Não há nada de novo neste item: seus futuros clientes precisam ter acesso a seus melhores trabalhos para avaliar não só se você escreve bem, mas também se o seu estilo “casa” com o do cliente.

2. Depoimentos de clientes

Busque sempre por depoimentos de pessoas que já trabalharam com você, sejam clientes, ex clientes ou chefes e colegas de trabalho.

Quanto mais pessoas atestam a qualidade daquilo que você entrega, mais fácil é cobrar mais por seus serviços de escrita.

3. Produção de Conteúdo

Construir uma marca pessoal na internet não é obrigatório para conseguir seus primeiros clientes ou até mesmo ganhar bem.

No entanto, esse é o melhor modo de chamar a atenção de possíveis contratantes, que não só estarão mais dispostos a trabalhar com você, como também vão topar pagar uma quantia maior por seus serviços.

Lembre-se: para valer mais você precisa gerar mais valor.

Conheça o novo Escritor Milionário 2.0



Fonte