,1-- -->

Maior rede de cinemas dos EUA surpreende e apoia estreia “híbrida” com streaming

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Receba os artigos diretamente no seu email






Uma das grandes discussões no setor do entretenimento desde que as salas de exibição fecharam por conta da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é se os estúdios devem ou não oferecer seus títulos no streaming enquanto as novidades estão nas telonas. Inicialmente, houve resistência, especialmente da rede AMC. Contudo, após as experiências recentes de companhias realizando estreias “híbridas”, a cadeia de cinemas parece ter concordado com o modelo de negócios introduzido pelas plataformas e, agora, diz apoiar essa iniciativa.

A AMC falou, em especial, sobre a decisão da WarnerMedia de lançar Mulher-Maravilha 1984 simultaneamente na HBO Max e nos cinemas em 25 de dezembro — vale lembrar que, como não o serviço ainda não chegou por aqui, os brasileiros poderão assistir à sequência de Diana Prince a partir do dia 16 do mês que vem.

Imagem: Divulgação/Warner Bros

“Por muitos meses, a AMC tem mantido um diálogo ativo e profundo com a Warner Bros para descobrir a melhor forma que um blockbuster cinematográfico pode ser visto nos cinemas da AMC, nestes tempos sem precedentes. Considerando que as circunstâncias exigem relações econômicas atípicas entre estúdios e cinemas, além de janelas atípicas e estratégias de lançamento, a AMC está totalmente a bordo do anúncio da Warner Bros”, disse o presidente da AMC, Adam Aron, referindo-se à estreia “híbrida” de Mulher-Maravilha 1984.

Aron acrescentou que esta e outras iniciativas recentes da AMC “demonstraram claramente neste ano que somos flexíveis e...

permanecemos abertos para a evolução de modelos de negócios duradouros, desde que façamos isso de maneiras que melhorem o ecossistema da indústria para todos os participantes”. Ele também destacou: “Esperamos que os amantes do cinema gostem da Mulher-Maravilha 1984 durante as férias deste ano na AMC”.

Anúncio de apoio da AMC pode influenciar todo o setor

As declarações do presidente da AMC vêm para acalmar a discussão entre estúdios e as redes de cinema e, embora as companhias não apresentem números transparentes sobre o sucesso do modelo de negócios “híbrido”, os resultados até agora, aparentemente, vêm agradando as empresas — afinal, o momento é de “redução de danos”, e não de faturamento baseado em situações típicas das temporadas anteriores.

A AMC é a maior rede estadunidense, com mais de 8 mil salas de exibição em solo ianque, segundo números atualizados pela firma de consultoria Statista em fevereiro. O apoio da empresa a um dos maiores estúdios do setor deve ter impacto nas negociações e conversas entre os dois lados em todo o mundo, especialmente neste momento, quando o Disney+ e o HBO Max estão expandindo seus serviços internacionalmente — a plataforma da Casa do Mickey chegou à América Latina nesta semana e o da WarnerMedia também tem previsão de estreia na região, no início de 2021.

Fonte: Deadline

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.



Fonte