Sete maneiras pelas quais a IA pode facilitar sua vida

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Receba os artigos diretamente no seu email


Aqui no , falamos constantemente em inteligência artificial. Não é por menos, IA é uma das principais das da tecnologia atual, facilitando processos e automatizando ações que, antes, demorariam muito mais pela necessidade de ação humana. Quem acompanha o noticiário de tecnologia sabe que a IA é uma realidade e está cada vez mais presente.

É um avanço que acompanha a Big Data lado a lado. Com a disponibilidade de volumes gigantescos de dados e o poder da computação na nuvem, os sistemas de inteligência artificial ganharam sua maior penetração da história, com algoritmos gerenciando as redes sociais mais usadas e selecionando os anúncios que podem ser de interesse, além de entregar as respostas para as perguntas dos usuários antes mesmo que pensem nelas.

Entretanto, olhando assim, a inteligência artificial pode soar como um conceito um bocado abstrato, quase como uma força que leva muitas aplicações para a frente, mas sendo pouco palpável. Porém, é possível observar o alcance da IA no dia-a-dia de forma bastante pronunciada. Com esse artigo, apresentamos sete exemplos de como a tecnologia pode facilitar o cotidiano e o trabalho das pessoas.

Quebrando a barreira da língua


A IA está ajudando a melhorar os sistemas de tradução automática, principalmente entre idiomas bem diferentes em estrutura

Não é preciso ser muito antigo de internet para saber que tradutores automáticos são bem pouco confiáveis, principalmente quando a conversão acontece entre idiomas com estruturas bem diferentes. Tentar converter um texto do japonês para o português, por exemplo, é garantia de ver termos esquisitos e palavras, muitas vezes, que nem mesmo são traduzidas, em um resultado que ajuda pouco na compreensão. Mas a inteligência artificial está ajudando a virar esse jogo.

Em março deste ano, por exemplo, a Microsoft anunciou o que acredita ser o melhor sistema de tradução do chinês para o inglês. A base de tudo isso? A inteligência artificial, parte integrante do que a empresa afirmou ser a primeira plataforma automática de conversão de textos a ser capaz de entregar resultados com a mesma qualidade e precisão de um ser humano.

Para chegar a essa conclusão, a empresa comparou os resultados obtidos pela inteligência artificial com duas traduções feitas de forma independente, por tradutores. O sonho da “paridade humana”, como é chamado um comportamento capaz de emular o de uma pessoa tão fielmente, a ponto de se tornar imperceptível, é uma realidade aqui, com os muros de idiomas tão diferentes sendo derrubados com a força da inteligência artificial.

Pesquisas melhores


Um dos ideias do Bing é entregar pesquisas precisas mesmo quando o usuário nem mesmo sabe direito o que está procurando

Ninguém vive sem um bom motor de busca e uma das empreitadas atuais da inteligência artificial é fazer com que os resultados sejam cada vez mais relevantes. E isso vale até mesmo para aqueles momentos em que um usuário nem mesmo sabe exatamente como realizar uma pesquisa ou os tipos de resultados que deseja encontrar – mais do que um trabalho de precisão, existe também toda uma questão de previsão envolvida.

Uma das ideias da Microsoft para o Bing é, por exemplo, garantir que os resultados sempre tragam diversos pontos de vista sobre assuntos indefinidos. Ao buscar informação sobre os malefícios do colesterol, por exemplo, o usuário pode se ver diante de diferentes linhas de pesquisa sobre o assunto. O mesmo vale para assuntos políticos e sociais, também.

O uso da Big Data também entra em jogo aqui. Ao procurar sobre um problema técnico em seu aparelho, o sistema de pesquisas pode solicitar mais informações sobre o dispositivo, de forma a apurar os resultados, ou confiar no histórico para exibir informações mais relevantes. Enquanto isso, a integração com redes sociais e agregadores de notícias também podem trazer dados relevantes, unindo o poder do conteúdo gerado pela comunidade com o da mídia tradicional.

Combate a golpes


Usuários podem até cair nas artimanhas dos hackers, mas a IA pode ajudar a identificar os criminosos

Criminosos digitais contam, sempre, com a inocência ou falta de conhecimento dos usuários para que suas tentativas sejam frutíferas. Na medida em que a divulgação de informações cresce, aumenta também a complexidade de ataques e o caráter arrojado dos bandidos na tentativa de se passar por serviços legítimos para roubar dados ou infectar dispositivos. A inteligência artificial, entretanto, também acaba se tornando uma arma no sentido contrário.

Foi o que fez a Microsoft em junho do ano passado, em um trabalho conjunto com a Federação de Comércio dos Estados Unidos e unidades de investigação de crimes digitais do país. O combate aconteceu contra uma quadrilha que se passava por um time de suporte técnico na tentativa de obter dados ou transferências de dinheiro.

O principal alvo eram os usuários mais velhos, com mais de 50 anos de idade representando 70% do total de reclamações. Eles eram induzidos ao erro por meio de pop-ups exibidos na tela ou...

de ligações diretas, com direito a procedimentos padrão de suporte técnico como forma de garantir a aparência de legitimidade.

Com o uso da inteligência artificial, a Microsoft criou um algoritmo que reconhecia padrões desse tipo de golpes, como pop-ups que carregavam repetidas vezes no acesso a um site, gerou capturas de tela e também escaneou seu conteúdo em busca de números de telefone. Os dados foram transmitidos à polícia, que assim, conseguiu chegar aos responsáveis, desbaratinando a quadrilha.

Criando apresentações melhores


Ferramenta de design do PowerPoint sugere estilos de acordo com os dados e imagens inseridos (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Outra ferramenta de inteligência artificial que pode ser usada no seu dia-a-dia também esteve presente no caso acima. De forma a continuar auxiliando nas investigações da quadrilha do suporte técnico, a Microsoft usou uma ferramenta de visualização de dados chamada Power BI para criar apresentações, gráficos e planilhas inteligíveis sobre o alcance do problema e a atuação dos golpistas para juízes e advogados, que precisavam expedir mandados ou tocar o processo relacionado ao caso.

Sistemas desse tipo, também, estão disponíveis na suíte Office 365, que traz, por exemplo, ideias de design de apresentações de acordo com as informações e imagens que vão sendo inseridas. A ideia é maximizar o impacto visual e também a organização, tornando automático um trabalho que, antes, era feito de maneira manual e com resultados nem sempre de acordo com o que deveria ser exibido.

Agendas e lembretes

 

Também disponível nos aplicativos do Office 365 e outros aplicativos da Microsoft para o Windows 10 está um sistema inteligente de lembretes, capaz de inserir automaticamente na agenda os compromissos citados em e-mails ou conversas instantâneas. Mais do que isso, a assistente de voz Cortana é proativa, exibindo lembretes sobre os assuntos.

Não apenas isso, mas ações e promessas também podem aparecer aqui. Com o dia acabando, Cortana pode perceber que você ainda não deu aquela resposta prometida a um contato ou enviou o arquivo de trabalho que está devendo ao chefe. As notificações também podem ser adiadas por alguns minutos ou horas, caso você ainda não esteja pronto para lidar com ela.

Produção de alimentos

 

A união entre a inteligência artificial e outra tendência tecnológica recente, a da Internet das Coisas, deu origem ao projeto FarmBeats, voltado para a economia de recursos naturais e a maximização da produção de alimentos. Sensores e máquinas, por exemplo, coletam dados sobre o solo e o clima, enquanto um sistema de inteligência artificial faz o cruzamento com dados como a previsão do tempo e outras questões.

O resultado disso é a busca por uma maior produtividade, por meio da utilização de sistemas de machine learning aliado a drones e sensores de baixo custo. No campo, a Microsoft trabalha em mecanismos que não exijam conexão o tempo inteiro e nem mesmo um fornecimento ininterrupto de energia elétrica, já que até mesmo tais fatores podem ser escassos, principalmente nas regiões remotas que, mais do que qualquer outra, necessitam desse tipo de otimização.

A companhia, claro, está de olho no futuro. Com o crescimento da população mundial, cresce também a necessidade por alimentos. O foco está em 2050, quando esse fator deve dobrar em relação ao potencial atual. A tecnologia, a conectividade e a inteligência artificial são as armas para atingir esse objetivo.

Caça aos bugs!


Pequenos bugs em gigantescas linhas de código podem ser detectados mais facilmente com a ajuda da IA

As linhas e linhas de códigos que vemos nos filmes são uma realidade para os profissionais do setor. Agora, imagine buscar por problemas de funcionamento em softwares que contém centenas de milhares de informações desse tipo? Uma tarefa hercúlea e desgastante, agora, também tornada mais simples pela inteligência artificial.

Esse tipo de necessidade se torna ainda maior quando falamos sobre segurança. É justamente com foco nisso que a Microsoft lançou um sistema voltado para a detecção de riscos, capaz de buscar vulnerabilidades em softwares, permitindo que os responsáveis por ele realizem as correções antes do lançamento e, principalmente, os mantendo um passo à frente de criminosos que poderiam explorar tais aberturas.

Baseado na nuvem, a plataforma funciona tanto no Windows quanto no Linux e é voltada para reduzir a quantidade de trabalho envolvida nesse tipo de verificação, na medida em que aplicativos se tornam mais e mais complexos. O que antes era uma brecha que poderia passar pela quantidade de trabalho humano envolvido, agora, pode ser localizada rapidamente e consertada pelos desenvolvedores antes que o problema real aconteça.

E ainda estamos começando…

As iniciativas são diversas, mas, na opinião da Microsoft, ainda estamos nos estágios iniciais do entendimento sobre o que a inteligência artificial é capaz de fazer. Isso está relacionado não apenas ao desenvolvimento dos sistemas em si, mas também em suas aplicações. O otimismo é grande, assim como a confiança de que os resultados, mais e mais, auxiliarão no progresso da humanidade de maneira segura e sustentável.

Fonte:Canaltech